/

about

Música | music: Waste Disposal Machine
Texto | words: Broto Verbo
Participação vocal| guest vocals: Broto Verbo

lyrics

Na estrada infinita, finita é a luz.
Na luz que se finda, estilhaça-se a sombra.
Na sombra que morre, germina a ausência.
Na ausência que cresce acanha-se o todo.
No todo que oculta, confisca-se a forma.
Na forma que resta, deflagra a deforma.
A deforma que brota, adorna-se de alma.
Na alma infinita, finita é a vida.
Na vida que finda, profunda é a esperança...

Ser ou não ser! Estar ou não estar!
Dependesse de nós,
partir ou ficar...

Na máquina quente, agita-se o sangue.
No sangue que bomba, enerva-se a seiva.
Na seiva que nutre, vigorasse a força.
Na força que aperta, sufoca-se a artéria.
Na artéria que explode, inunda-se o ar.
No ar que evapora, dilui-se a matéria.
A matéria que fica, disfarça de corpo.
No corpo que aviva, ateia-se a chama.
Na chama que cessa, dissipa-se a vida...

Ser ou não ser! Estar ou não estar!
Dependesse de nós,
partir ou ficar...

credits

from DEBRIS (Thisco | Thisk​.​74), released May 10, 2014
______________________

Gravações & misturas | Recording & mixing: Château du Mémè

Produção | Produced by Waste Disposal Machine & Jorge Serigado

Masterização | Mastering: Herman Klapholz / Illektrik Toolz

license

all rights reserved

tags

If you like Waste Disposal Machine, you may also like: